PROGRAMAÇÃO DEZEMBRO 2013

Dia 6
Multidisciplinares
21h30
Gala Comemorativa do Centenário do Centro Infantil Coronel Sousa Tavares

Dia 8
Musical Infantil
15h30
CantaStórias – O Segredo da Floresta

Dia 11
Música
15h30
Festa de Natal da Rede Social do Concelho de Beja
Org. Rede Social do Concelho de Beja

Dia 13
21h30
O Natal no Reino dos CaramelosEspectáculo de Natal do CRBA
Org. Conservatório Regional do Baixo Alentejo

Dia 14
21h30
Um Concerto para o Natal
'Emoções - de Charpentier a Vinicius'
Participação: Coro de Câmara de Beja, Orquestra de Câmara Lusitânia e convidada Gisela Cañamero
Org. Coro de Câmara de Beja


Dia 20
18h00
Master Class de Percussão e Metais
Org. Conservatório Regional do Baixo Alentejo

UM CONCERTO PARA O NATAL - EMOÇÕES DE CHARPENTIER A VINICIUS

14 Dezembro - 21h30
4€ / 2€ (sócios do Coro de Câmara) - M6

Participação
- Coro de Câmara de Beja
- Orquestra de Câmara Lusitânia
- Gisela Cañamero
- Pedro Vasconcelos

Org. Coro de Câmara de Beja
Apoio Município de Beja

O NATAL NO REINO DOS CARAMELOS

13 Dezembro - 21h30
1,5€ - Todas as Idades

“Mas afinal o que se teria passado? Porque razão o nosso pequeno João Coscorão não recebeu os desejados presentes? Será que ele se portou mesmo bem? Será que o Pai Natal se esqueceu do nosso amiguinho? O que teria acontecido nessa noite de Natal? No Reino dos Caramelos – terra de gentes simpáticas, diligentes, patuscas e bem-dispostas – vivia-se uma grande desolação. Nesse ano ninguém tinha sido contemplado com os desejados e merecidos presentes. Todos perguntavam o que teria acontecido. Todos estavam tristes.” Um enredo que leva o valente João Coscorão, o Ricardinho Parafuso Marmelada, o inventor do Reino dos Caramelos e Mafalda Toucinho do Céu, piloto experiente do Reino dos Caramelos, numa viagem até à casa do Pai Natal na Lapónia, onde descobrem as travessuras da Bruxa dos Ovos Moles, que impede o funcionamento da Fábrica dos Brinquedos e a produção dos brinquedos para a noite de Natal…

CANTASTÓRIAS - O SEGREDO DA FLORESTA

8 Dezembro - 15h30
6€ - Todas as Idades

No CantaStórias aparecem personagens e situações diferentes… O mocho Rebocho encontra um papel atadinho num cordel, a aranha Baganha a calçar uma meia estraga a sua teia e o gafanhoto Canhoto quer é ser piloto… Chega um recado para os animais e diz que vão receber uma prenda. Ficam à espera, pensando no que poderá ser, quem a trará. Mas as horas passam e nada acontece. Bem… acontece que os animais, para se entreterem, começam a contar histórias uns aos outros. Entre risos e gargalhadas, recebem a melhor prenda do mundo…

Ficha técnica
Autoria Margarida Fonseca Santos
Direção Musical Francisco Cardoso
Produção José Loureiro
Músicos Carlos Garcia, Filipe Valentim e Paulo Carvalho
Vozes Sofia Froes e Carmina Repas Gonçalves

PROGRAMAÇÃO NOVEMBRO 2013

De 29 Outubro a 3 Novembro
Cinema
14ª Festa do Cinema Francês
Org Institut Français | Parceiro Câmara Municipal de Beja

Dia 9
Teatro
21h30
Café Improv
Com Duarte Grilo, Fábio Sousa, Nuno Barbosa e Pedro Pereira
Convidado Pedro Giestas

De 12 a 16 
1º FESTIVAL DE JAZZ DE BEJA
Dia 12
21h30
(CON)VIVÊNCIASJosé Duarte

Dia 13
Serviço Educativo
15h00
Palestra com António Pinho Vargas
Sessão para escolas mediante marcação pelo telefone 284 315 090
Co-Financiamento INALENTEJO/QREN/UE
21h30
Concerto com António Pinho Vargas

Dia 14
21h30
Concerto com o Quarteto JC PROJECT

Dia 15
Serviço Educativo
15h00 | Workshop com os músicos da cantora Dianne Reeves
Sessões para Escolas mediante marcação pelo telefone 284 315 090 
Co-Financiamento INALENTEJO/QREN/UE
21h30
Concerto com Dianne Reeves

Dia 16
Serviço Educativo
15h00 | Workshop com Mário Laginha
Co-Financiamento INALENTEJO/QREN/UE
21h30
Concerto com Mário Laginha

Dias 21, 26, 27, 28
FESTIVAL DANSUL
Dia 21
Serviço Educativo
14h30 | Ensaio Assistido
Sessão para Escolas mediante marcação pelo telefone 284 315 090
21h30
Avesso, de Marina Nabais

Dia 26 
14h30
Serviço Educativo
Dia 27
10h30/14h30
A Cabra Bailarina, com Sofia Silva
Sessões para Escolas mediante marcação pelo telefone 284 315 090

Dia 28
Serviço Educativo
14h30
Ensaio Assistido
Sessão para Escolas mediante marcação pelo telefone 284 315 090
Não Dançarás como Antes, pela Companhia DANSUL
21h30 | Público em Geral

Dia 23
Música
21h30
X Festival Terras de Cante
Org. Tuna Universitária de Beja
Apoio Câmara Municipal de Beja

Dia 30
Música
21h30
Ana Moura
Rede Arte Sul
Co-Financiamento INALENTEJO/QREN/UE

ANA MOURA

30 Novembro - 21h30
10€ - M6

Desfado, o 5.º álbum originais de Ana Moura, representa um momento de viragem na carreira da artista. A fadista apostou em nomes da nova geração de compositores nacionais como Manel Cruz (Ornatos Violeta), Márcia, Pedro da Silva Martins (Deolinda), Miguel Araújo (Azeitonas), Luísa Sobral e António Zambujo e em nomes consagrados da música portuguesa como Aldina Duarte, Tozé Brito, Manuela de Freitas e Pedro Abrunhosa para a criação dos temas. Para a produção Ana Moura foi buscar Larry Klein, o multi-galardoado produtor norte-americano que no seu currículo tem trabalhos com Joni Mitchell, Herbie Hancock – que tem uma participação especial em Desfado - Madeleine Peyroux, Melody Gardot, Tracy Chapman, entre muitos outros.

Ficha Artística
Ana Moura Voz
Ângelo Freire Guitarra Portuguesa
Pedro Soares Viola de fado
André Moreira Baixo e Contrabaixo
João Gomes Teclados
Mário Costa Bateria e Percussões

Neste espectáculo está disponível o Serviço de Kidsitting

Rede





Co-Financiamento



NÃO DANÇARÁS COMO ANTES

FESTIVAL DANSUL
28 Novembro - 21h30
3€ - M6

Pela Companhia DANSUL

15h00 - Ensaio assistido para Escolas mediante marcação pelo telefone 284 315 090

Uma dança oriental-ocidental contemporânea inspirada na experiência feminina de temas como o encantamento, o trabalho, a fertilidade, a luta e a paixão.

A CABRA BAILARINA, de SOFIA SILVA

FESTIVAL DANSUL
26 Novembro - 14h30
27 Novembro - 10h30 / 14h30
Entrada Livre - M6
Sessões para Escolas mediante marcação pelo telefone 284 315 090

Afinal a graciosa bailarina da caixa de música pode ser uma marioneta, presa nos clichés da dança clássica e do género feminino, liberta apenas pelo seu espírito animal.

X FESTIVAL TERRAS DE CANTE

23 Novembro - 21h30
3,5€ - M6

Tunas a concurso:
- Real Extundantina dos Açores
- Estudantina académica do ISEL - Lisboa
- TUALLE - Tuna Universitária Afonsina de Loulé
- Tuna Bruna - Tuna Universitária Figueira da Foz

Tuna Extra Concurso
TFUB - Tuna Feminina Universitária de Beja

Org. Tuna Universitária de Beja
Apoio Câmara Municipal de Beja


AVESSO, de MARINA NABAIS


FESTIVAL DANSUL
21 Novembro - 21h30
3€ - M6

15h00 - Ensaio assistido para Escolas mediante marcação pelo telefone 284 315 090

Outrora a pele foi o princípio do mundo e a fronteira entre mim e ti. Tudo o resto foi criado a partir daqui. Se os poros da nossa pele são como as janelas das nossas casas, o que é que vemos quando espreitamos? Em "Avesso", a pele é o tema principal. A pele do nosso corpo e das nossas roupas, a pele como casa, identidade ou planeta. O público é convidado a assistir o espetáculo no palco e a tornar-se parte da epiderme da peça.

Ficha Técnica e Artística
Direção artística/Coreografia Marina Nabais
Co-criação e Interpretação Alban Hall e Susana Gaspar
Dramaturgia Manuela Pedroso
Banda sonora original Margarida Mestre
Sonoplastia Rui Dâmaso
Vozes Alban Hall, Susana Gaspar, Margarida Mestre, Marina Nabais
Textos originais Alban Hall, Margarida Mestre, Marina Nabais, Susana Gaspar
Cenografia e figurinos Iñaki Zoilo
Desenho de luz Daniel Worm
Assistência de direção Irina Biscop
Produção a menina dos meus olhos, associação cultural

I FESTIVAL DE JAZZ DE BEJA


CONCERTO COM MÁRIO LAGINHA


Serviço Educativo
Workshop com Mário Laginha
16 Novembro
15h00 - Entrada Livre - M6

Espectáculo: 21h30 - 3€ - M6

Com uma carreira que leva já mais de duas décadas, Mário Laginha é habitualmente conotado com o mundo do jazz. Mas se é verdade que os primórdios do seu percurso têm um cunho predominantemente jazzístico – foi um dos fundadores do Sexteto de Jazz de Lisboa (1984), criou o decateto Mário Laginha (1987) e lidera ainda hoje um trio com o seu nome -, o universo musical que construiu com a cantora Maria João é um tributo às músicas que sempre o tocaram, a começar pelo jazz e passando pelas sonoridades brasileiras, indianas, africanas, pela pop e o rock, sem esquecer as bases clássicas que presidiram à sua formação académica e que acabariam por ditar o seu primeiro e tardio projecto a solo, inspirado em Bach (Canções e Fugas, de 2006). Mário Laginha tem articulado uma forte personalidade musical com uma vontade imensa de partilhar a sua arte com outros músicos e criadores. Desde logo, com Maria João, de que resultou um dos projectos mais consistentes e originais da música portuguesa, com mais de uma dezena de discos e muitas centenas de concertos em salas e festivais um pouco por todo o mundo (festivais de Jazz de Montreux, do Mar do Norte, de San Sebastian, de Montreal... ). Em finais da década de oitenta, em parceria com o pianista clássico Pedro Burmester, com quem gravaria um disco, uma dupla que seria alargada a Bernardo Sassetti em 2007 no projecto “3 pianos”, com a gravação de um CD e um DVD, além de uma dezena de concertos com fortíssima repercussão na crítica e no público. Até ao seu inesperado desaparecimento, Bernardo Sassetti foi, de resto, um parceiro e cúmplice de Mário Laginha em muitas dezenas de concertos e em dois discos gravados, o último dos quais dedicado à música de José Afonso. Com uma sólida formação clássica, Mário Laginha tem escrito para formações tão diversas como a Big Band da Rádio de Hamburgo, Big Band de Frankfurt, a Orquestra Filarmónica de Hannover, Orquestra Metropolitana de Lisboa o Remix Ensemble da Casa da Música, o Drumming Grupo de Percussão e a Orquestra Sinfónica do Porto. E tem tocado, em palco ou em estúdio, com músicos excepcionais como Wolfgang Muthspiel, Trilok Gurtu, Gilberto Gil, Lenine, Armando Marçal, Ralph Towner, Manu Katché, Dino Saluzzi, Kai Eckhardt, Julian Argüelles, Steve Argüelles, Howard Johnson, Django Bates, entre outros. Compõe também para cinema e teatro. As suas obras mais recentes em trio com Bernardo Moreira e Alexandre Frazão, “Mongrel”, um trabalho que partiu de temas originais de Chopin, transformados para a linguagem pessoal do pianista e “Iridescente”, com Maria João, disco gravado na Fundação Calouste Gulbenkian.

Neste espectáculo está disponível o Serviço de Kidsitting

Co-Financiamento

CONCERTO COM DIANNE REEVES

Serviço Educativo
Workshop de Ritmo e Melodia/Harmonia com os músicos da cantora Dianne Reeves
15 Novembro
15h00 - Entrada Livre - M6

Espectáculo: 21h30 - 10€ - M6

Dianne Reeves editou o primeiro álbum em nome próprio em 1982, há trinta anos, mas não quer ser nostálgica em relação ao que já fez: «Estou mais focada na música que existe agora e gosto muito dos músicos que tocam agora, porque também ouvem coisas antigas. Adoro ver o que há no horizonte e ver o que andam a fazer». Beautiful Life, que conta com um conjunto eclético de convidados - entre os quais Gregory Porter e Esperanza Spalding -, é como que um agradecimento «a todas as coisas que uma pessoa vive numa vida inteira», disse em declarações à agência Lusa. Neste álbum interpreta 12 canções, entre as quais «Waiting in Vain», de Bob Marley, «Dreams», dos Fleetwood Mac, «32 Flavors», de Ani DiFranco, e «I Want You», de Marvin Gaye. Apesar dos elogios e dos prémios, Dianne Reeves descarta qualquer responsabilidade em ser importante para quem está na plateia. «Eu gostava de dizer que tenho importância na vida das outras pessoas, mas não sei. Só sei que acabo por trazer alegria».

Neste espectáculo está disponível o Serviço de Kidsitting

Co-Financiamento

JC PROJECT


14 Novembro - 21h30
2€ - M6

JC Project explora o lado mais tradicional do jazz, misturando-o com sonoridades recentes.

Formação
João Capinha saxofones e flauta
Paulo Santo vibrafone
Francisco Brito contrabaixo
Vasco Furtado bateria

ANTÓNIO PINHO VARGAS


Serviço Educativo
Workshop com António Pinho Vargas
13 Novembro
15h00 - Entrada Livre - M6

Espectáculo: 21h30 - 3€ - M6

Compositor, músico, ensaísta. Licenciatura em História, pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Curso Superior de Piano do Conservatório do Porto e Mestrado de Composição do Conservaório de Roterdão na Holanda. Professor de composição na Escola Superior de Música de Lisboa desde 1991 e investigador do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra. Completou o seu doutoramento em Sociologia da Cultura na Universidade de Coimbra em 2010. Gravou 9 discos de jazz como pianista/compositor incluindo os dois CDs duplos Solo (2008) e Solo II (2009) em piano solo. Foram já editados 4 discos monográficos com algumas das suas obras. Compôs 4 óperas, 2 oratória, 9 peças para orquestra, 8 obras para ensemble, 18 obras de câmara, 7 obras para solistas e música para 5 filmes. Podem destacar-se as óperas Édipo, Tragédia de Saber (1996) Os Dias Levantados (1998) e Outro Fim (2008) os quartetos de cordas Monodia, quasi un Requiem (1993) e Movimentos do subsolo (2008), as obras para orquestra Acting Out (1998), A Impaciência de Mahler (2000), Graffiti [just forms] (2006), Six Portraits of Pain, para violoncelo solo e ensemble (2005) Um Discurso de Thomas Bernhard, para narrador e orquestra (2007) e a Suite para violoncelo solo (2008). Em 2011 estreou a obra sinfónica Onze Cartas para orquestra, três narradores (pré-gravados) e electrónica e, em 2012, o Quarteto de Cordas nº3, Ouvertures and Closures, para orquestra e Requiem para Coro e Orquestra encomenda da Fundação Calouste Gulbenkian. Publicou os livros Sobre Música: ensaios, textos e entrevistas (Afrontamento, 2002) e Cinco Conferências sobre a História da Música do Século XX(Culturgest, 2008) e, em 2011, o livro Música e Poder: para uma sociologia da ausência da música portuguesa no contexto europeu. (CES/Almedina). Recebeu em 2012 o Prémio Universidade de Coimbra, pela sua contribuição para a música contemporânea portuguesa e o Prémio José Afonso pelo disco Solo II.

Neste espectáculo está disponível o Serviço de Kidsitting
Co-Financiamento 


CON(VIVÊNCIAS)

Serviço Educativo
12 Novembro - 21h30
Entrada Livre - M6

José Duarte dispensa apresentações. Ainda assim, arriscamos a difícil tarefa de compilar aqui o essencial de uma vida inteira, ainda e sempre incompleta, ainda e sempre dedicada ao jazz e à música. José Duarte nasceu no Bairro Alto, próximo do Conservatório, e desde cedo foi construindo o caminho que lhe permitiu tornar-se na referência e autoridade nesta matéria que hoje é. Em 1958, estreia-se na Rádio Universidade com “O jazz, esse desconhecido”. Em 1966 surgem os famosos “Cinco minutos de jazz”, na Rádio Renascença, que os emitirá até 1975. Em 1984, o espaço ressurge, agora na Rádio Comercial, e desde 1993 que, se queremos ouvir “Cinco Minutos de Jazz”, só temos que ligar a RDP Antena 1. Mas nem só na rádio espelhou José Duarte a sua paixão pelo jazz. Tanto em jornais como em livros, conferências, na televisão ou até na Internet, José Duarte, pode dizer-se, tem sido um verdadeiro mensageiro sobretudo deste estilo musical, mas também de outras formas de expressão pela música que lhe estão associadas. Hoje, José Duarte é Professor Auxiliar Convidado para disciplinas Jazz de opção livre na Universidade de Aveiro, é conferencista desde 1998, membro da International Association for Jazz Education e da Jazz Journalists Association, tem sido júri de vários prémios na área musical, colaborou, em 2001, na segunda edição do “New Grove Dictionary of Jazz”, e foi recentemente distinguido com a Medalha de Mérito do Ministério da Cultura. José Duarte é ainda co-fundador e editor do Jazz Portug@l, na Internet desde 1997, em www.jazzportugal.net

Co-Financiamento

CAFÉ IMPROV

9 Novembro - 21h30
5€ - M12

Com Duarte Grilo, Fábio Sousa, Nuno Barbosa e Pedro Pereira 
Convidado Pedro Giestas

Representam, pintam, e tocam o que o público quiser. "Café Improv" é o único espectáculo do país com música e desenho de improviso em palco a acompanhar a representação dos atores. Partindo de histórias bem conhecidas do imaginário comum, criam-se outras histórias totalmente improváveis. Neste espetáculo não há impossíveis, há sim a garantia que todos os contos ainda não foram bem contados. Tudo é improvisado no momento e nada se repete. Um espetáculo único em que a gargalhada é a principal banda sonora de toda a peça.

14ª FESTA DO CINEMA FRANCÊS

29 Outubro a 3 Novembro
 

A Festa do Cinema Francês chega finalmente a Beja! 
Criada em 2000 e organizada pelo Institut français du Portugal (IFP) a Festa do Cinema chega à sua 14ª edição. Vai decorrer em sete cidades do país de 10 de Outubro a 10 de Novembro e Beja integra pela primeira vez este périplo.
Tendo como objectivo primeiro a promoção do cinema francês, a Festa do Cinema traz até ao público português, de norte a sul do país, o que de melhor e mais recente se produz em França, mostrando, através da sua programação, a diversidade e riqueza das narrativas e olhares do seu cinema. Drama, comédia, documentário, animação, etc., a Festa do Cinema Francês procura oferecer um vasto leque de géneros cinematográficos. 
Outro dos seus objectivos é o apoio aos distribuidores portugueses na promoção dos filmes franceses cujos direitos eles adquirem para Portugal, de forma a que esses filmes possam ser vistos não apenas nas salas dos grandes centros urbanos (muitas vezes apenas, ou Lisboa e Porto), mas também que cheguem a um cada vez maior número de salas pelo país. 
Ao longo destes anos o número de filmes franceses a estrear e manter-se em salas tem vindo a aumentar e a existência da Festa não será estranha a esse recrudescimento.
A programação central da Festa do Cinema francês é composta de antestreias, dando assim a oportunidade ao público da Festa de descobrir, em primeira-mão antes mesmo da sua saída comercial, alguns dos filmes. Muitas vezes o público é mesmo presenteado com estreias absolutas. Outras, é mesmo a única oportunidade de o público os ver no grande ecrã em Portugal. A 14ª Festa do Cinema Francês mantém as grandes linhas de programação dos últimos anos: Antestreias – o melhor e o mais recente do cinema francês | Homenagem a uma personagem do Cinema Francês | Madrinha | O Universo da Animação | Grande Clássico – cópia restaurada. Este ano, haverá uma secção especial “Paris au Cinéma” integrada no quadro das comemorações dos 15 anos do Tratado de Amizade entre as cidades de Paris e Lisboa.

Toda a informação sobre a programação em Beja:
http://festadocinemafrances.com/14a/beja-29-out-03-nov/

Org. Institut Français em Portugal
Parceria Câmara Municipal de Beja

PROGRAMAÇÃO OUTUBRO 2013

Até dia 20 Outubro
Exposição
Carlos Paredes: Guitarra com Génio *
Exposição cedida pela Sociedade Portuguesa de Autores

Dia 1
Música
21h30
Concerto de Outono
Com Coro do Carmo, Ângela Silva e Francisco Sassetti

Dia 2
10h30 | 14h30
Dia 3
10h30
Sessões para Escolas mediante marcação pelo telefone 284 315 090
Dia 2
22h00
Performance Poética
Camões é um Poeta Rap *
Pela Companhia arte pública
Serviço Educativo
Co-Financiamento INALENTEJO/QREN/UE

Dia 3
Música Infantil
Ananin, Ananão *
Com João Paulo e músicos convidados
14h30 | Sessões para Escolas mediante marcação pelo telefone 284 315 090
Serviço Educativo
Co-Financiamento INALENTEJO/QREN/UE

Dia 8
Cinema
21h30
O Expatriado

Dia 9
Multidisciplinar
21h30
II Gala de Aniversário da ACR Zona Azul
Org. Associação Cultural e Recreativa Zona Azul | Apoio Câmara Municipal de Beja
(Consultar programa próprio)

Dia 11
Música
21h30
Rodrigo Leão *
Rede Arte Sul
Co-Financiamento INALENTEJO/QREN/UE

De 15 a 18 e dias 22 e 23
Teatro
10h30/14h30 – Sessões para Escolas mediante marcação pelo telefone 284 315 090
Partida, Lagarta, Fugida
Pela Companhia Lendias D’Encantar
Serviço Educativo
Co-Financiamento INALENTEJO/QREN/UE

Dia 15
Cinema
21h30
Mestres da Ilusão

Dia 17
Música
21h30
Banda da Força Aérea Portuguesa
Comemorações do 49º Aniversário da Base Aérea nº11

Dia 18
Musical
21h30
A Vida é um Cabaret
Com Maria João Abreu

Dia 20
Musical Infantil
16h00
A Bela e o Monstro
Com encenação e adaptação do actor Miguel Dias

Dia 26
Dança
21h30
Soliloquy About Wonderland
Pela Vórtice Dance Company

De 29 Outubro a 3 de Novembro
Cinema
14ª Festa do Cinema Francês
Org: Institut Français em Portugal | Parceiro Câmara Municipal de Beja
Serviço Educativo
Co-Financiamento INALENTEJO/QREN/UE
(Consultar programa próprio)

* Integrado nas Comemorações do Dia Mundial da Música

SOLILOQUY ABOUT WONDERLAND PELA VÓRTICE DANCE COMPANY

26 Outubro - 21h30
8€ - M6

SOLILOQUY (discurso para si mesmo) about Wonderland (sobre o paraíso), retrata muitas situações do quotidiano às quais todos reagimos de forma instintiva e semelhante. Coisas da vida, sobre as quais já alguém falou num discurso perdido, algures e que se ficou por isso mesmo. A inevitabilidade da morte, problemas de solidão, problemas do coração, problemas ambientais, problemas que não seriam fatais se simplesmente ouvíssemos. Durante a peça, o público desfrutará de momentos verdadeiramente intimistas, contrastantes com outros de puro gozo, em que as personagens se vestem de glamour num ambiente nocturno e de festa. Uma metamorfose que poderá ser vista como uma terapia, alternativa às desilusões e à incapacidade de, sozinhos, suplantarmos a tristeza do mundo. Mas há sempre uma esperança, uma luz que se mantém acesa mesmo debaixo da chuva intensa.

Ficha Artística
Direcção Cláudia Martins e Rafael Carriço
Coreografia Cláudia Martins e Rafael Carriço
Cenografia / Videografia / Sonoplastia Rafael Carriço
Figurinos Cláudia Martins
Intérpretes Cláudia Martins, Rafael Carriço, Jorge Libório, Jaana Nurminen, Maria Diogo, Ana Rafaela, Rita Pereira, Ângela Bacellar, Luz Bacellar, Vanda Stefanescu
Direcção Técnica/Audiovisuais João Neves
Técnico de Luz Luis Paz

Neste espectáculo está disponível o Serviço de Kidsitting

PARTIDA, LAGARTA, FUGIDA

Serviço Educativo
De 15 a 18 e dias 22 e 23 de Outubro
Entrada livre
10h30/14h30 - M3

Sessões para escolas mediante marcação pelo telefone 284 315 090

Pela Companhia Lendias D'Encantar

“Está na hora!”, “Xixi-cama!”, “Fazer ó ó!”, “Está na hora de nanar…” Nesta ou noutra forma, quem não se lembra das expressões para nos mandar dormir?! E quem é que tinha vontade de o fazer? Quem é que não queria ficar “só mais um bocadinho?”. E para que servia esse bocadinho senão para contar mais uma história, inventar mundos novos, fazer mais uma viagem de ida e volta ao espaço montado num tapete? Partida, Lagarta Fugida! Mostra-nos esse “bocadinho” no quarto onde monstros verdes se cruzam com chimpazilas, e elefões jogam às escondidas com as crocorafas mesmo ao lado do Capuchinho Vermelho. Até que a luz se apague, entre uma viagem e uma história de monstros, há tempo para rir, ter medo e sonhar…

Ficha Técnica
Concepção, Textos e Espaço Cénico Lendias d’Encantar
Interpretação Ana Ademar e Marisela Terra
Composição Musical Paulo Ribeiro
Músicos Paulo Ribeiro (Guitarra Acústica) e Manuel Nobre (Baixo e Acordeão)
Voz off Mafalda Pereira Bernardino
Pesquisa e recolha de Sons Rafael Costa
Sonoplastia Tito Godinho
Desenho de Luz Luís Beco
Operação Luz e Som Hélder Morais
Execução de Guarda-Roupa Olinda Santos, D. Laurentina
Grafismo Cláudia Louro (Cocas Produções)
Produção Executiva Rafael Costa
Divulgação/Promoção Margarida Janeiro
Uma Produção Lendias d’Encantar

Co-Financiamento

A BELA E O MONSTRO

20 Outubro - 16h00
10€ (1 adulto e 1 criança) - M4

Com encenação e adaptação do actor Miguel Dias

Um príncipe é transformado num monstro por uma feiticeira por punição pela falta de amor no seu arrogante coração. A única forma de quebrar o feitiço será amar alguém e ser amado pela mesma pessoa antes da queda da última pétala de uma rosa encantada, no dia do seu 21º aniversário. Mais tarde, Maurice, um inventor de uma aldeia local, perde-se nos bosques à procura de abrigo no castelo do Monstro, que o torna seu prisioneiro. A sua filha Belle, apaixonada pelos livros e que sonha com uma vida para lá da sua aldeia, oferece-se para trocar de lugar com ele no castelo, prometendo lá ficar para sempre. No início, Belle vê o Monstro apenas como uma criatura disforme, difícil e teimosa. Mas ambos irão descobrir que a mudança pode acontecer até no mais inesperado local e que, muitas vezes, as aparências iludem.

A VIDA É UM CABARET

18 Outubro - 21h30
8€ - M6
  
Maria João Abreu embarca numa viagem através da música cantando temas que marcaram a sua vida. Temas que ecoam nas vozes de Liza Minelli, Edith Piaf, Ute Lemper, Simone De Oliveira, Paulo de Carvalho, Bobby Darin, Frank Sinatra, Ella Fitzgerald, Milú, Elis Regina e Hermínia Silva, entre outros. Não esquecendo os poetas que através das suas palavras fazem mover o mundo. É o concretizar de um sonho no ano em que comemora trinta anos de carreira. É uma viagem que envolve o público num turbilhão de emoções onde se verá certamente a sua vida reflectida. E porque a arte alimenta o sonho e o sonho é uma das fontes da sua vida, seja cúmplice desta aventura onde poderá ver Maria João como nunca ninguém a viu.

Ficha Artística
Maria João Abreu voz
Telmo Lopes piano e teclados
Raimundo Semedo saxofone e flauta
João Silva bateria e percussões
Alex Leão/Carlos Sousa baixo
João Soares guitarra

Neste espectáculo está disponível o Serviço de Kidsitting

CONCERTO PELA BANDA DA FORÇA AÉREA PORTUGESA

17 Outubro - 21h30
Entrada Livre - M6

Integrado nas Comemorações do 49ºAniversário da Base Aérea nº11

Neste espectáculo está disponível o Serviço de Kidsitting

MESTRES DA ILUSÃO

15 Outubro - 21h30
3€ - M12
Thriller

De Louis Leterrier, com Isla Fisher, Morgan Freeman e Dave Franco

Uma equipa de elite do FBI num jogo de "gato e rato" contra "Os Quatro Cavaleiros ", uma super equipa que reúne os maiores ilusionistas do mundo. Durante os seus espetáculos "Os Quatro Cavaleiros" executam uma série de ousados golpes contra corruptos líderes do mundo dos negócios, provocando depois uma “chuva” dos lucros roubados sobre a audiência, permanecendo sempre um passo à frente da lei.

RODRIGO LEÃO

11 Outubro - 21h30
10€ - M6

No final de 2012 Rodrigo leão editou Songs (2004-2012). Concebido como o primeiro passo para uma possível trilogia que, ao mesmo tempo, revê matéria já lançada e antecipa novos caminhos, Songs (2004-2012) reúne canções cantadas em inglês que desde Cinema têm pontuado a discografia de Rodrigo Leão. As vozes de Sónia Tavares (The Gift), de Ana Vieira, de Beth Gibbons (Portishead) Neil Hannon (The Divine Comedy), Stuart A. Staples (Tindersticks), Scott Matthew e Joan as Policewoman deram na última década um carácter universal à música de Rodrigo Leão por via do uso poético do inglês em temas que marcaram as aventuras editoriais Cinema (2004), A Mãe (2009) e A Montanha Mágica (2011). Songs (2004-2012) parte exactamente dessa ideia de vocação universalista e reúne três temas de Cinema – «Lonely Carousel», «Deep Blue» e «Happiness» -, outros tantos de A Mãe – «Cathy», «Sleepless Heart» e «This Light Holds So Many Colours» -, um de A Montanha Mágica – «Terrible Dawn» – e ainda três inéditos. Os temas novos têm a colaboração de Scott Matthew, que trabalhou pela primeira vez com Rodrigo Leão no seu registo anterior, A Montanha Mágica, e de Joan As Policewoman, com quem o compositor português colabora pela primeira vez.

Neste espectáculo está disponível o Serviço de Kidsitting

Rede


Co-Financiamento 

II GALA DE ANIVERSÁRIO DA ACR ZONA AZUL

9 Outubro - 21h30
3€ - M3

Momentos musicais, apresentação das modalidades desportivas do clube e homenagem a atletas da ACR Zona Azul

Org. ACR Zona Azul
Apoio Câmara Municipal de Beja

O EXPATRIADO

8 Outubro - 21h30
3€ - M16
Thriller/Acção
De Philipp Stölzl, com Aaron Eckhart, Olga Kurylenko e Liana Liberato

Após mais de 14 anos a trabalhar como agente da CIA, Ben Logan começa agora a questionar a sua vida. Quando a sua ex-mulher morre deixando Amy, a filha adolescente de ambos, ao cuidado do avô, Logan resolve abandonar a CIA e dedicar mais tempo a ser pai. Logan consegue um emprego na multinacional Hudson Security Systems e muda-se para a Bélgica com Amy. Mas um dia, ao chegar ao trabalho, Logan descobre os escritórios vazios e que a empresa e os seus colegas desapareceram, como se nunca tivessem existido. Na procura de uma lógica para o sucedido, Logan torna-se um alvo a abater por um colega da empresa onde trabalhava, vendo-se obrigado a fugir com Amy. Na fuga frenética que se segue, Logan começa por desenrolar o novelo da intriga em que se vê enredado, e que envolve o governo americano, um poderoso Barão de Negócios, assassinos profissionais e Anna Brandt uma agente da CIA numa missão de encobrimento do poder corporativo. Mas a única coisa com que todos eles não contavam era encontrar em Logan um assassino disposto a tudo para salvar a única pessoa que ele realmente ama.

ANANIN, ANANÃO

Serviço Educativo
3 Outubro - 14h30
Entrada Livre | M3

Com João Paulo e músicos convidados
Sessão para Escolas mediante marcação pelo telefone 284 315 090
Ananin Ananão é o nome do primeiro tema e também aquele que irá dar nome ao primeiro disco do músico bejense João Paulo (grupo Adiafa). Depois de todo o longo e contínuo percurso com Adiafa e integrar projectos como “Baile Popular” (João Gil), participar em vários discos como “Cabeças no Ar”, “Avis Rara” (Gaiteiros de Lisboa), Jorge Vadio, entre outros, João Paulo prepara-se agora para lançar o seu primeiro trabalho a solo. Ananin Ananão é um disco de música Infantil de cariz tradicional, tendo como principal componente a Viola Campaniça ou Viola do Alentejo, como também é conhecida. Com textos originais baseados em histórias, lengalengas infantis e personagens imaginárias, João Paulo tem como principal objectivo com este projecto, a divulgação da Viola Campaniça junto da geração mais nova e desta forma contribuir para a continuidade deste instrumento tão característico. Neste trabalho, o músico contou com algumas participações como a de Jorge Benvinda (Virgem Suta), João Nunes (na guitarra), Gabriel Costa (estúdio, baixo, piano, etc.), Joaquim Simões (fagote), entre outras.

Co-Financiamento
Integrado nas Comemorações do Dia Mundial da Música

CAMÕES É UM POETA RAP


Serviço Educativo
2 e 3 de Outubro
 M3

Dia 2 | 10h30/14h30
Dia 3 | 10h30
Sessões para Escolas mediante marcação pelo telefone 284 315 090
Dia 2 | 22h00 | 3€ - Público em geral

A Performance assenta num conceito inovador que aproxima a Lírica do grande poeta à nossa vivência contemporânea, através dos ritmos rap e hiphop, conciliando o público mais jovem com a mestria da Língua Portuguesa. Mas esta tem sido uma Performance que deixa ainda a marca da emoção no público: o público apercebe-se, nesta hora de partilha com as palavras ditas pelo performer, das duras condições de vida do “Príncipe dos Poetas”, e de como Camões - o homem - transforma o infortúnio e o desespero em energia criadora - de que a força mental que extravasa no conjunto dos seus poemas é um exemplo de vida que resiste ao passar do tempo.

Ficha Técnica
Performer Luis Amaro
Dramaturgia | Encenação Gisela Cañamero
Sonoplastia de Camões e a Tença José Manhita
Banda Sonora Luís Beco
Vídeoplastia Rafael Del Rio / José Barrbieri
com excertos de Koyaanisqatsi Godfrey Reggio
Sonoplastia José Manhita
Luminotecnia Rafael Del Rio
Direcção de Produção Raul Bule

Co-Financiamento



Integrado nas Comemorações do Dia Mundial da Música

CONCERTO DE OUTONO

1 Outubro - 21h30
2€ - M3

Com Ângela Silva, Francisco Sassetti e Coro do Carmo de Beja

Integrado nas Comemorações do Dia Mundial da Música

11 CANÇÕES

28 Setembro - 21h30
8,5€ - M3

Com Miguel Gameiro


19 anos de carreira, marcam o percurso de um músico para quem as “Canções são as Pessoas e as Pessoas são as Canções”. Com mais de 100 Canções editadas, 4 discos de ouro e centenas de concertos realizados por todo o país quer enquanto membro dos Pólo Norte, quer a solo, Miguel Gameiro, é hoje um dos mais carismáticos e reconhecidos cantautores do panorama musical português. O seu primeiro disco a solo “A Porta ao Lado” atingiu a marca de disco de ouro com mais de 13.000 unidades vendidas, muito por culpa de “Dá-me Um Abraço” e “O Teu Nome”, duas das canções com maior airplay de rádio em 2010/2011. E talvez porque é no palco que as suas Canções deixam de ser suas e completam o seu desígnio, é neste palco bem perto de casa, que apresentará o seu segundo disco “11 Canções”. “As canções são as pessoas e as pessoas são as canções” entrego-vos “11 canções” que deixaram de ser minhas e passaram a ser vossas.

Ficha Artística
Miguel Gameiro Voz
Tó Almeida Guitarras Eléctrica e Acústica
Paulo Borges Teclados